terça-feira, 14 de julho de 2015

QUASE!

Amigos do BALEIA, informo que estou quase voltando à ativa.


Claro que depois de um tempo sem atividades no estaleiro, vou demorar para pegar o ritmo novamente.
Estive mergulhando em Galápagos, com os maravilhosos tubarões martelo e tubarões baleia, e em seguida, no Acampamento Base do Evereste (5.350m) e Kalapatar (5.550m), no Nepal, pouco antes do terremoto que matou mais de dez mil pessoas e arrasou Katmandu e muitos vilarejos. Lugar mágico e maravilhoso, que recomendo à todos conhecer de perto. O lugar, as pessoas, o cheiro de incenso e a educação do povo, que mesmo com a tragédia, tenta se recompor e voltar a vida normal.
Gostei tanto do trekking em alta montanha, que estou me preparando para, em setembro/15, tentar subir o Kilimanjaro (5.895m), na Tanzânia.
Voltando da África, volto também ao trabalho de terminar meu Baleião.


Vamos com tudo.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

RABO QUEBRADO

Lamento informar que levei um tombo ridículo em uma obra e acabei com o cóccix fraturado.
Nada grave, mas com o dever de não avacalhar a recuperação, o médico pediu descanso.
Obs.: estava em treinamento para em outubro ir até o Acampamento Base do Everest. Vou assim mesmo, mancando do rabo.

O ombro, que perdeu status de culpado do atraso da construção do Baleia, até que melhorou bastante.

Nada como um dia depois do outro.

quarta-feira, 16 de abril de 2014

ASA CAÍDA II

Diagnóstico muito ruim: ARTROSE !
Meu ombro, provavelmente devido aos tombos e esforços de lixa, perdeu a cartilagem que separa os ossos, causando atrito e muita dor.
Vou tratar da melhor maneira possível, mas estou bastante preocupado com o cronograma do BALEIA.

Vamos dar tempo ao tempo.

terça-feira, 11 de março de 2014

ASA CAÍDA

Tirei umas férias em Ushuaia e El Calafate e confirmo aqui tudo de bom que havia escutado. Passeio muito legal.

Pouco antes das férias, andei abusando da lixa, e num dia mais animado passei horas lixando e com isso, machuquei o ombro. Coisa pouca, mas não melhora.

Logo volto a ativa para colocar o Baleião na água.

Abraços.

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

RACHOU TUDO!

E não é que o faqueado rachou! Acho que a umidade dele estava muito maior que o clima desértico do meu "estaleiro". Estou tentando salvar, mas acho que vai virar fogueira de São João.

Usando alta tecnologia de fixação provisória (prego), colei os fundos dos armários, encapsulando o forro de lona térmica de telhado e do isopor.

Meia dúzia de pregos em cada face resolveram o problema. Agora é colocar massa nas arestas e resinar. Demorei para decidir fazer assim.

Atrasado mas trabalhando duro.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

COBRINDO TUDO

Como a face que eu deixei aparente, do acabamento lateral do camarote de proa, estava  cheia de falhas, resolvi queimar mais alguns dias de pura frescura, e revestir com faqueado de cedro. Acho que ficou bem melhor agora.

Vamos em frente.


terça-feira, 21 de janeiro de 2014

BATENDO O PONTO

Apenas para garantir que estou na ativa, aproveitei o final de tarde para resinar as laterais do camarote de Proa (fora do lugar é mais fácil) e colar mais um acabamento em faqueado, do outro lado que faltava.

Vamos em frente.